quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Tecnologias para a transformação da educação: experiências de sucesso e expectativas


Tecnologias para a transformação da educação: experiências de sucesso e expectativas

Uma das questões educativas que maior interesse suscitam na América Latina é a dos usos da tecnologia. Esse interesse tem um reflexo claro nos investimentos em tecnologia realizados nos últimos anos para equipar as escolas e, em um número importante de países, diretamente cada estudante, com o objetivo de transformar o ensino para sintonizá-lo às crescentes expectativas sociais e econômicas.

Trata-se, definitivamente, de criar os alicerces para que os países da América Latina contem com uma base de cidadãos que saibam aproveitar as oportunidades da sociedade do conhecimento e contribuam como trabalhadores ao desenvolvimento econômico de sua comunidade e de seu país. Neste novo contexto globalizado, as competências, começando pelas digitais, constituem uma nova forma de capital dos indivíduos e dos países.

Os governantes, mas também um número crescente de famílias, estão totalmente conscientes desses desafios sociais e econômicos e esperam que a modernização da educação escolar contribua para a melhoria das oportunidades das novas gerações, em boa parte graças a um uso apropriado da tecnologia. Ao tempo, o acesso à tecnologia está se universalizando entre os jovens a um ritmo extremamente rápido, e isso também influencia as expectativas deles e de suas famílias acerca da educação que esperam receber.

Clicar AQUI para ver em PDF.

Mobile Learning nas Escolas - Artigos



Mobile Learning nas Escolas - Artigos


Coletânea de slides em Slidshare sobre tecnologia, network, Cloud Computing e Semantic Web.


Para acessar os slides, clique sobre os títulos abaixo:





Coletânea de Slides - Tecnologias



Coletânea de Slides - Tecnologias


Coletânea de Vídeos - Dicas de Pesquisa



Coletânea de Vídeos - Dicas de Pesquisa


Alunos dão jeitinho para usar celular e irritam professores (BOL Vídeos)



Alunos dão jeitinho para usar celular e irritam professores


Uma briga antiga: alunos que teimam em usar o celular na sala de aula contra professores que não aguentam mais ter de lidar com isso. É o celular que toca no meio da aula, alunos que mandam mensagens, usam joguinhos, acessam a internet, ou ouvem música. Mas essa briga deve continuar acirrada ao que tudo indica. A reportagem do UOL foi a um colégio particular na região central de São Paulo para saber como anda o comportamento dos alunos durante a aula. Na escola, celular é proibido na sala e, se o aluno for pego, pode até receber uma suspensão. Mesmo assim, os alunos dão um "jeitinho" para continuar usando celular em sala de aula.

Clicar AQUI para ver o vídeo.

Uso ético e responsável da internet (Portal do Professor)



Uso ético e responsável da internet


Sabemos o quanto a rápida evolução das Tecnologias de Comunicação e Informação – TIC tem transformado o cotidiano da escola e das crianças e adolescentes.
Para desfrutar das muitas oportunidades trazidas pelas TIC é preciso educar para um uso responsável, crítico e consciente dos riscos. Nos parece urgente discutir alternativas pedagógicas que auxiliem no trabalho com os temas: sexualidade na era digital; Ciberbullying; exposição da intimidade e acesso à conteúdos impróprios e violentos.

Clicar AQUI para ver o vídeo.

Artigos e Estudos Diversos - Portal do Professor


Artigos e Estudos Diversos - Portal do Professor

Links para artigos, livros, periódicos, livros didático-pedagógicos, fascículos, cadernos temáticos.

Clicar AQUI para ver em PDF.

Cadernos Didáticos das Secretarias e Educação


Cadernos Didáticos das Secretarias e Educação

Séries de cadernos didáticos elaborados por Secretarias Estaduais de Educação e outros.

Clicar AQUI para ver em PDF.

Tecnologias na Escola (Caderno - Portal do MEC)


Tecnologias na Escola (Caderno - Portal do MEC)

A chegada das tecnologias de informação e comunicação (TIC) na escola evidencia desafios e problemas relacionados aos espaços e a os tempos que o uso das tecnologias novas e convencionais provoca nas práticas que ocorrem no cotidiano da escola. Para entendê-los e superá-los é fundamental reconhecer as potencialidades das tecnologias disponíveis e a realidade em que a escola se encontra inserida, identificando as características do trabalho pedagógico que nela se realizam, de seu corpo docente e discente, de sua comunidade interna e externa.

Esse reconhecimento favorece a incorporação de diferentes tecnologias (computador, Internet, TV, vídeo...) existentes na escola à prática pedagógica e a outras atividades escolares nas situações em que possam trazer contribuições significativas. As tecnologias são utilizadas de acordo com os propósitos educacionais e as estratégias mais adequadas para propiciar ao aluno a aprendizagem, não se tratando da informatização do ensino, que reduz as tecnologias a meros instrumentos para instruir o aluno.
No processo de incorporação das tecnologias na escola, aprende-se a lidar com a diversidade, a abrangência e a rapidez de acesso às informações, bem como com novas possibilidades de comunicação e interação, o que propicia novas formas de aprender, ensinar e produzir conhecimento, que se sabe incompleto, provisório e complexo.

Clicar AQUI para ver em PDF.

Diretrizes para o Uso de Tecnologias Educacionais ( Série Cadernos Temáticos )



Diretrizes para o Uso de Tecnologias Educacionais ( Série Cadernos Temáticos )


Este texto propõe diretrizes para o uso de tecnologias de informação e comunicação nas escolas públicas estaduais de educação básica do Paraná. Sua escrita foi feita a partir das discussões que as equipes da Diretoria de Tecnologia Educacional (Ditec) fizeram internamente e das realizadas com os demais Departamentos da Secretaria de Estado da Educação em momentos distintos. De forma indireta, em 2009, houve colaboração dos professores da rede pública estadual por meio das tarefas realizadas nos Grupos de Estudos, que versavam sobre o uso de Tecnologias na Educação.

Clicar AQUI para ver em PDF.

Paraná. Secretaria de Estado da Educação. Superintendência da Educação. Diretoria de Tecnologias Educacionais. P111 Diretrizes para o uso de tecnologias educacionais / Secretaria de Estado da Educação. Superintendência da Educação. Diretoria de Tecnologias Educacionais. – Curitiba : SEED – Pr., 2010. - p. – (Cadernos temáticos)

A dialética dos conhecimentos pedagógicos dos conteúdos tecnológicos e suas contribuições para a ação docente e para o processo de aprendizagem apoiados por ambiente virtual

Apresentamos os resultados de uma pesquisa que focaliza o diálogo didático mediado on- line e sua avaliação como formas de construção de conhecimento e desenvolvimento de habilidades. Utilizou-se uma abordagem dialética, em estudo de caso, caracterizado pela adoção de momentos etnográficos em disciplina do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de São Paulo, no primeiro semestre letivo de 2003. O ponto central da investigação foi a avaliação da comunicação dialogada em fóruns on-line. A partir de revisão teórica, foram definidas categorias de análise com foco nas dimensões cognitivas e sociais da aprendizagem, norteadoras do processo de avaliação na perspectiva teórica de investigação permanente. Foi então desenvolvido um protótipo de um sistema informatizado de avaliação - o Di@loga -, como subsídio à avaliação da comunicação dialogada em situações de ensino-aprendizagem em rede. A análise dos dados apontou a comunicação dialogada através dos fóruns como estratégia adequada à construção de conhecimento em contextos específicos, que consideram o aluno como centro do processo na perspectiva de aprendizagem cooperativa. Os resultados iluminaram a construção de referenciais para avaliação da educação apoiada em tecnologias da Internet.

Clicar AQUI para ver em PDF.

VAN DER LINDEN, Marta Maria Gomes. Mediated On-Line Didactic Dialog: support for evaluation in teaching-learning environments. 2005. 261 p. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005.

Tese (Doutorado) – Orientação: Dra. Stela C B Piconez - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, 2014.

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Diálogo didático mediado on-line: subsídios para sua avaliação em situações de ensino-aprendizagem

Apresentamos os resultados de uma pesquisa que focaliza o diálogo didático mediado on- line e sua avaliação como formas de construção de conhecimento e desenvolvimento de habilidades. Utilizou-se uma abordagem dialética, em estudo de caso, caracterizado pela adoção de momentos etnográficos em disciplina do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de São Paulo, no primeiro semestre letivo de 2003. O ponto central da investigação foi a avaliação da comunicação dialogada em fóruns on-line. A partir de revisão teórica, foram definidas categorias de análise com foco nas dimensões cognitivas e sociais da aprendizagem, norteadoras do processo de avaliação na perspectiva teórica de investigação permanente. Foi então desenvolvido um protótipo de um sistema informatizado de avaliação - o Di@loga -, como subsídio à avaliação da comunicação dialogada em situações de ensino-aprendizagem em rede. A análise dos dados apontou a comunicação dialogada através dos fóruns como estratégia adequada à construção de conhecimento em contextos específicos, que consideram o aluno como centro do processo na perspectiva de aprendizagem cooperativa. Os resultados iluminaram a construção de referenciais para avaliação da educação apoiada em tecnologias da Internet.

Clicar AQUI para ver em PDF.

VAN DER LINDEN, Marta Maria Gomes. Mediated On-Line Didactic Dialog: support for evaluation in teaching-learning environments. 2005. 261 p. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2005.

Tese (Doutorado) – Orientação: Dra. Stela C B Piconez - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, 2014.

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

A dialética dos conhecimentos pedagógicos dos conteúdos tecnológicos e suas contribuições para a ação docente e para o processo de aprendizagem apoiados por um ambiente virtual

Esta pesquisa investigou as contribuições do conhecimento pedagógico do conteúdo tecnológico para as competências docentes e para o processo de aprendizagem apoiado por ambiente virtual. Caracterizou-se como uma investigação qualitativa, de natureza descritivo-exploratória, em um contexto didático, com observação participante e abordagem netnográfica. Foi realizada na disciplina Ambientes de aprendizagem Cooperativa Apoiados em Tecnologias da Internet: Novos Desafios, Novas Competências (EDM 5053), pertencente ao quadro de disciplinas da área de concentração da pós-graduação Didática, Teorias de Ensino e Práticas Escolares, da Faculdade de Educação da USP. Foram utilizadas técnicas qualitativas de coleta de dados (diário de bordo, formulários de avaliação processual, registros em chats, fóruns de discussão, entrevista e grupo focal). Os dados coletados foram analisados sob a perspectiva das categorias de autopoiese, metacognição e interação, relacionadas no horizonte interpretativo de um processo de ensino aprendizagem, que dialogou com o modelo explicativo da ação docente Technological Pedagogical Content Knowledge (TPACK). Dentre as contribuições, destacou-se o entendimento de que os objetivos didáticos são alcançados na inter-relação com os estudantes e na relação dialética teoria e prática, e não pela mera presença de infraestrutura tecnológica disponível nas aulas. As propostas pedagógicas devem estar abertas ao diálogo, à criatividade e à negociação de sentidos para a construção cooperativa do pensamento autônomo e exercício da liberdade. A ação docente experiente representou uma variável que reiterou a exigência de metodologias e estratégias representadas também pelo modelo TPACK, isto é, a articulação dos diferentes saberes, com destaque para o conhecimento pedagógico de conteúdo tecnológico. Este se constituiu em um aspecto orientador de reflexões necessárias para elaboração de propostas pedagógicas, apoiadas por tecnologias digitais de informação e de comunicação (TDIC), ou seja, fundamentou a importância do conhecimento docente em diálogo com o conhecimento discente, na seleção das tecnologias, no estudo de suas melhores estratégias metodológicas, qual sua intencionalidade educativa, com vistas ao atendimento das expectativas de aprendizagem e demandas de conhecimentos específicos, articuladas aos conteúdos tecnológicos. A continuidade de pesquisas na área pode levar à compreensão aprofundada do tema e impulsionar a pedagogia apoiada por TDIC, com a finalidade de enriquecer experiências docentes e discentes.

Clicar AQUI para ver em PDF.

NAKASHIMA, R.H.R. A dialética dos conhecimentos pedagógicos dos conteúdos tecnológicos e suas contribuições para a ação docente e para o processo de aprendizagem apoiados por um ambiente virtual.

Tese (Doutorado) – Orientação: Dra. Stela C B Piconez - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, 2014.

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Reportagem sobre Tecnologias na Sala de Aula


As tecnologias digitais de informação e de comunicação e a sala de aula

                                                Profa. Dra Stela C Bertholo Piconez
                                                       Faculdade de Educação - USP

A inserção das Tecnologias Digitais de Informação e de Comunicação nas salas de aula requer alguns cuidados e reflexões que giram sobre a responsabilidade e papel da escola na constituição de todo cidadão.

Não se trata somente da instalação de computadores, tablets, smartphones ou softwares disponíveis aos estudantes; antes, é necessária a existência de alguns aspectos importantíssimos, tais como:

1. formação dos professores (letramento digital) para poder desenvolver nos estudantes o letramento informacional;
2. a existência de proposta pedagógica sólida que não descaracterize a legislação educacional e seus parâmetros curriculares nacionais;
3. oferta de condições para produção de material digital de aprendizagem ou uso dos materiais existentes, mas com intencionalidade educativa;
4. discussão permanente entre equipe gestora, professores, especialistas e os próprios estudantes sobre os benefícios e oportunidades que ampliam a aprendizagem significativa com apoio das tecnologias e,
5. envolvimento da família nos projetos da escola incluindo os que envolvem o uso das tecnologias.

Dessa forma, não é necessário descaracterizar a sala de aula, seus componentes curriculares e troca de mobiliário por salas com almofadas, inexistência de biblioteca, livros didáticos, laboratórios etc. É o uso intencional educativo que se faz destes materiais aliados à proposta pedagógica que poderá fazer a diferença.

É importante não esquecer ainda que a diversidade nos gêneros e tipos de materiais enriquecem a hipertextualidade, que amplia posturas metodológicas mais inter, intra e transdisciplinares.Para saber trabalhar de forma inovadora cuidar da formação permanente dos professores e muito trabalho colaborativo é recomendável e relevante.

Obs. Ver reportagem dada ao Jornal da Globo em 20/maio/2014

Google se une a uma escola de São Paulo para mudar métodos de ensino 

Gigante da internet está possibilitando mudanças dentro da sala de aula. Alunos podem ter um contato direto com a tecnologia para o aprendizado.
Clicar AQUI para ver o artigo.




terça-feira, 22 de abril de 2014

CMC 2014 - Quarta Chamada de Trabalhos


Mais avanços foram feitos ao longo dos últimos dias.
O sistema de gestão de trabalhos e cadastramento dos participantes já está no ar e a submissão de trabalhos vai até 19 de maio (falta um mês para o encerramento desse prazo).

Esse período é importante para manter os interessados em "estado de alerta" sobre as novidades do evento e sobre o prazo de submissão dos trabalhos.

Contamos, como sempre, com vocês para disseminar o tema da conferência e alguns dos destaques da programação acadêmica.

Em breve nós vamos divulgar os nomes dos convidados internacionais que estarão no Brasil durante a conferência: teremos motivos de sobra para nos orgulhar da edição brasileira do evento.

Aguardem as novidades!

Clicar AQUI para ver o site.




quinta-feira, 20 de março de 2014

Relatório UNESCO / 2014




Confira o Relatório da UNESCO para 2013 / 14.


Clicar AQUI para ver o site.



http://www.unesco.org/new/es/education/themes/leading-the-international-agenda/efareport/reports/2013/

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Cinco dicas para deixar a aula tão legal quanto um game

Cinco Dicas para deixar a aula tão legal quanto um game.

Clicar 
AQUI para ver o site.

Porvir.org

As tendências da Educação Superior.

Clicar 
AQUI para ver o site.

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Manual sobre Blog na Educação



Este manual foi elaborado pelo professor Simão Marinho da PUC-Minas. É excelente companheiro de jornada e em contribuído sobremaneira para auxiliar professores, estudante e pesquisadores. Sou sua fã número USP!

Recomendo a leitura e as inteligentes e oportunas dicas para aqueles que desejam desenvolver letramento digital.

Os blogs são um dos recursos de publicação muito utilizados como recursos úteis e versáteis com rápida difusão de informações web. Log significa registro; web reter-se à tela que é a rede de computadores, a internet. portanto, weblog é uma versão online do diário, como se fosse um software social. Possibilita e amplia as oportunidades de compartilhar conhecimentos.

Vale a pena conferir!

CLIQUE AQUI para acessar.


terça-feira, 28 de janeiro de 2014

CMC 2014 - Brazil



As Conferências Internacionais sobre Mapeamento Conceitual completarão 10 anos no Brasil, depois de edições realizadas na Espanha, Costa Rica, Estônia/Finlândia, Chile e Malta. Este ano será realizada em Santos.

Clicar AQUI para ver o site.

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Impacto da Obra: REA e Redes Sociais (redistribuição- reuso- remix- recriação)



Apresentação com os resultados do ebook 2012 e livro impresso 2013 e 2014. Tem por objetivo a produção de um capítulo REA que obteve a avaliação máxima da CAPES do eBook/2012; teve duas versões impressas pela EdUEMA (2013 e 2014) e encaminhamento para o Prêmio Jabuti. Contém os próximos desafios para 2014 da Comunidade CoLearn do KIMI-Open University London-UK.Pretende continuar com a conexão entre pesquisadores de todo mundo, planejamento de novas estratégias e ampliar a rede de pesquisas e                               pesquisadores integrando relevância e impacto.

Apresentação elaborada por Alexandra Okada, coordenadora do projeto Co Learn da Open University - London - UK


                                     CLIQUE AQUI 
para acessar o PDF.